Osteopatia

Etharums ser quidem rerum facilis dolores nemis omnis fugats vitaes nemo minima rerums unsers sadips amets.

OSTEOPATIA

A Osteopatia é uma terapia não convencial

 

É baseada na biomecânica do corpo, identificada pela interrelação entre o sistema neuro-músculo-esquelético e o resto do corpo.

A função do osteopata é diagnosticar diferencialmente, tratar, e prevenir as disfunções somáticas e estruturais do corpo humano

O campo de ação da Osteopatia é a coluna vertebral, articulações, músculos, ligamentos, sistema visceral, sacro craniano e desequilíbrios funcionais

O tratamento de osteopatia é recomendado nos seguintes casos:

  • Dorsolombalgias – vulgarmente conhecidas por “Dores nas costas”
  • Cervicalgias
  • Torcícolos
  • Neuralgia Cervicobraquial
  • Dor Ciática
  • Lesões desportivas
  • Stress
  • Irritabilidade e cefaleias (dores de cabeça)

É um meio para reencontrar uma postura adequada e movimentos sem dor. Ajustando o equilíbrio interno e eliminando tensões. Visa, assim, uma harmonia holística do corpo, proporcionando um bem-estar global.

A osteopatia atua na prevenção de vários distúrbios, sendo ainda eficaz como complemento a práticas psicológicas e médicas.

Em osteopatia diz-se que se a estrutura está equilibrada a manifestação é a saúde e se a estrutura está desequilibrada a manifestação é a enfermidade (disfunção, doença).

Cada técnica terá uma ação específica sobre um elemento anatómico determinado, com uma meta neurológica e mecânica precisa.

TIAGO MARQUES
TIAGO MARQUES